Durante o processo de elaboração, tanto do projeto quanto do formulário, verificou-se que seria inviável a aplicação do questionário no formato de papel e posteriormente realizar a digitação dos dados de campo em um sistema de informação. Portanto, optou-se pelo desenvolvimento de produtos de software para esta pesquisa.

Para o desenvolvimento dos produtos de software do projeto Representações Sociais sobre o Patrimônio Cultural de Joinville/RSPCJ foram definidos os seguintes objetivos específicos para a construção de um sistema de informação capaz de suportar a sua realização: a) Levantar requisitos, analisar, projetar, desenvolver, testar e implantar um sistema de informação para coleta, armazenamento, agrupamento e formatação dos dados do formulário do patrimônio cultural de Joinville e região; b) Prestar suporte aos pesquisadores para realizar a coleta de dados sobre o uso do software, bem como aos responsáveis pelas análises dos dados coletados que serão agrupados e formatados para importação em software estatístico; c) Construir um web site para divulgação dos resultados obtidos após a análise dos dados coletados como forma de divulgação à comunidade de Joinville dos resultados do projeto.

As ações realizadas para o cumprimento desses objetivos foram: a) lançamento de edital para seleção de alunos bolsistas para atuar no projeto, pelo professor Walter Silvestre Coan, responsável pela Fábrica de Software da UNIVILLE, no mês de outubro de 2016, conforme figura do flyer digital.

Por intermédio deste edital foram selecionados os alunos: Guilherme Rocha Koehler da 3ª série do Bacharelado em Sistemas de Informação e o aluno Cezar Maurício Antunnes da 3ª série do Bacharelado em Engenharia de Software. Entre os meses de novembro de 2016 a março de 2017, esses alunos atuaram no projeto desenvolvendo as primeiras versões dos dois produtos de software propostos que são: o aplicativo para dispositivos móveis, para a coleta de dados de campo e o sistema de informação servidor que tem por objetivo receber os dados do aplicativo, para organizá-los e armazená-los em banco de dados. No mês de março de 2017, o aluno Lucas Nakagawa da 2ª série do Bacharelado em Engenharia de Software substituiu Guilherme Rocha Koehler. Ainda durante este período de novembro de 2016 a março de 2017, ocorreram diversas reuniões para definição do questionário que gerou o aplicativo específico da pesquisa. Sendo que sua última versão foi definida em reunião no mês de março de 2017, permitindo a finalização do aplicativo.

Solução de software proposta para a pesquisa

Para o desenvolvimento de um sistema de informação, foram aplicadas as etapas clássicas de projetos de software (levantamento de requisitos, análise, projeto, desenvolvimento, teste e implantação) e, foram desenvolvidos dois produtos de software. Cada produto com seu conjunto distinto de funcionalidades (casos de uso), conforme listagem:

1) Aplicativo para dispositivos móveis responsável pela coleta de dados de campo visa: a) Realizar a autenticação do pesquisador que está coletando dados; b) Permitir a configuração do aplicativo para o conjunto de perguntas e respostas de um questionário; c) Realizar a coleta de dados de campo; c) Permitir que o pesquisador, avance, retroceda, interrompa temporariamente e finalize a coleta de dados de campo; d) Armazenar cada conjunto de informações em um banco de dados local dentro do dispositivo móvel; e) Realizar o envio de todos os dados para o sistema de informação servidor.

2) Sistema de informação servidor para receber os dados do aplicativo, para organizá-los e armazená-los em banco de dados visa: a) Realizar o cadastro dos pesquisadores que terão acesso ao aplicativo e ao sistema de informação servidor; b) Realizar a autenticação dos pesquisadores, para acesso ao sistema; c) Receber os dados de campo enviados, por meio do  aplicativo, pelos pesquisadores; d) Armazenar os dados de campo em um banco de dados; e) Permitir a consulta dos dados de campo; f) Exportar os dados de campo no formato de planilha eletrônica do Microsoft Excel para simplificar a análise e a utilização dos dados em softwares estatísticos de análise; g) Implementar um web site para a publicação dos resultados da pesquisa.

A metodologia utilizada para o desenvolvimento dos dois produtos de software foi o SCRUM, que é uma metodologia de desenvolvimento de software ágil, voltada para atender as necessidades dos usuários finais de forma rápida, possibilitando também informações parciais de dados. Essa metodologia é desenvolvida em ciclos de trabalho chamados de sprints. Durante cada ciclo um conjunto definido de funcionalidades deve ser desenvolvido e o resultado final é uma parte do software, a ser testada pelos usuários. O aluno Cezar Maurício Antunnes foi responsável pelo desenvolvimento do sistema de informação servidor, iniciado em março de 2017 e sua primeira versão estável para uso foi finalizada, no mês de maio de 2017. Já, o aluno Lucas Nakagawa, iniciou suas atividades no mês de março de 2017, num período de treinamento de dois meses, para concluir o aplicativo para dispositivos móveis.

Conforme o orçamento do projeto, o item sequência 4 com duas unidades “Computador Intel Core i5 (ou superior) 8GB RAM 1 TB HD. Monitor, Placa de rede 10/100/1000 Base T, Placa de vídeo com 1 GB de memória dedicada, DVDROM, teclado, Mouse e sistema operacional” foram utilizados pelos alunos bolsistas para o desenvolvimento do software nas dependências da Fábrica de Software, sala B122, no campus da UNIVILLE, do bairro Bom Retiro. O item do orçamento sequência 5 com a descrição “Computador Servidor Intel Core i7 Quad core, 8gb RAM 1TB de HD, placa de rede 10/100/1000, teclado, mouse e monitor” foi utilizado como ambiente de produção, no qual foi instalado o sistema de informação servidor, que pode ser acessado pela internet no endereço: http://repsociais.univille.br.

O desenvolvimento dos dois produtos de software ocorreu entre os meses de março a junho de 2017. Sendo que o código fonte dos programas está armazenado nos seguintes repositórios:

  1. https://github.com/FabricadeSoftwareUNIVILLE/InventarioPatrimonio-Server
  2. https://github.com/FabricadeSoftwareUNIVILLE/InventarioPatrimonio

Descrição das funcionalidades do aplicativo de coleta das respostas para dispositivos móveis

O aplicativo de coleta das respostas do questionário foi desenvolvido para a plataforma Android, com o objetivo de ser utilizado em tablets com tamanho de tela superior a 8 polegadas. A Figura apresenta a tela inicial do aplicativo, onde o pesquisador tem a visão dos questionários coletados, os questionários que não foram preenchidos até o fim e estão pendentes de conclusão, os questionários concluídos, mas que não foram enviados para o sistema de informação servidor e os questionários concluídos e enviados para o sistema de informação servidor.

Figura – Tela inicial do aplicativo

Fonte: Primária (2018).

Ao tocar no botão Novo Respondente o aplicativo inicia uma nova sequência de perguntas para solicitar as respostas do respondente da pesquisa. Caso o pesquisador toque em um dos questionários pendentes, ele pode continuar a responder as perguntas do ponto que havia parado. A Figura exemplifica os quatro tipos de perguntas que o aplicativo de coleta suporta, na primeira temos a pergunta de gênero do tipo de resposta fechada, onde o pesquisador deve selecionar um item específico, caso ele selecione a opção outro o aplicativo permite ao pesquisador digitar um texto referente a opção outro.

Na Figura item “b”, temos o segundo tipo de pergunta que é a opção de resposta fechada baseada em uma lista de opções, onde neste caso o pesquisador recebe uma lista de itens na qual ele deve selecionar apenas uma única opção. Já na Figura  item “c”, temos o terceiro tipo de pergunta que foi nomeado de perguntas de seleção por nível de interesse, nesse tipo de pergunta o respondente deve escolher dentro de uma lista, três itens mais importantes, e o pesquisador tem a tarefa de indicar a resposta de maior importância utilizando o número um e em seguida os números dois e três para as demais. Esse tipo de pergunta também permite existir a opção “outros” que dá ao pesquisador a possibilidade de digitar um texto que explique a resposta do entrevistado. Por fim a Figura  item “d” apresenta o último tipo de pergunta que o sistema suporta que são questões abertas onde o entrevistado pode responder qualquer texto e a reposta será armazenada no banco de dados na íntegra. A última funcionalidade existente no aplicativo é ilustrada na Figura a seguir, que é o envio de dados do aplicativo para o sistema de informação servidor. Ao final de um período qualquer de coleta de dados, quando o pesquisador possuir uma conexão com a internet, ele deve acionar o botão “Enviar” ao servidor na tela principal do aplicativo que irá questionar seu usuário e senha no sistema. Esses dados de autenticação são verificados no sistema de informação servidor, e então todas as respostas dos questionários não sincronizados, são encaminhadas automaticamente para o servidor onde são armazenadas em um banco de dados.

Figura – Sincronizar dados com o sistema de informação servidor

Fonte: Primária (2018).

Sistema de informação servidor

O último componente de software da solução proposta para o projeto de Representações Sociais do Patrimônio Cultural de Joinville, foi o desenvolvimento do sistema de informação servidor que recebe, armazena e faz a tabulação dos dados enviados pelo aplicativo nos tablets. O sistema foi desenvolvido na plataforma WEB e pode ser acessado pelo endereço:

  • http://repsociais.univille.br

Este sistema foi desenvolvido utilizando a linguagem NodeJS, a biblioteca de interface gráfica React/Redux e o banco de dados MySQL Server. Importante destacar que esse sistema foi instalado no computador servidor previsto no orçamento do projeto inicial, item sequencial  5. Na Figura apresenta-se a tela inicial do sistema que solicita o login e senha dos pesquisadores para terem acesso as funcionalidades.

Figura  – Tela de autenticação

Fonte: Primária (2018).

A segunda funcionalidade do sistema de informação servidor é ilustrada na Figura a seguir, e consiste no Dashboard (área de trabalho inicial) do sistema. Nesta tela, temos algumas informações sobre o volume de dados que já foi enviado pelos aplicativos para o sistema de informação servidor, sendo esses dados:

  • Número de usuários pesquisadores;
  • Número de usuários pesquisadores ativos que enviaram dados;
  • Média do número de respostas da pesquisa no último mês;
  • Número real de questionários respondidos e armazenados no servidor.

Figura  – Dashboard

Fonte: Primária (2018).

A primeira funcionalidade de consulta que foi disponibilizada para uso dos pesquisadores é ilustrada na Figura, que se trata da consulta de número de questionários respondidos por bairro. Conforme descrito anteriormente, foi definido um número de questionários mínimo por bairro que deveriam ser respondidos para haver uma relevância estatística da amostra. Essa funcionalidade de consulta auxiliou aos professores que coordenaram o projeto a direcionar seus esforços para as regiões onde as metas de questionários ainda não haviam sido atingidas.

Figura  – Número de questionários respondidos por bairro

Fonte: Primária (2018).

O sistema de informação servidor também possui uma consulta que permite medir o desempenho de cada pesquisador quanto ao número total de questionários respondidos  e os dados enviados por ele para o sistema.

A última funcionalidade do sistema de informação servidor, e uma das mais importantes, é a rotina para exportar os dados coletados, em um formato tabulado utilizando a planilha eletrônica do Microsoft Excel. A Figura apresenta no item “a”, a tela que permite ao pesquisador aplicar alguns filtros em relação à fonte de dados, e ao acionar o botão Download, o arquivo no formato Microsoft Excel é apresentado conforme o item “b”. Importante destacar que esses arquivos foram utilizados durante a análise dos dados para a elaboração dos gráficos e também para a análise estatística de relevância de amostras feita através do software IBM SPSS que foi previsto no orçamento do projeto no item sequência 3.

Figura – Exportar dados para o Microsoft Excel

Fonte: Primária (2018).